segunda-feira, 25 de maio de 2009

LEMBRANÇAS DE PETER - PAN


Era de manhã e o sol
Iluminava os cabelos de um capitão
E eu sozinho lembrava a dor e a madrugada
Cintilando a minha amada

A realidade entrou e arrancou minha voz
E me deixou assim
Desencantou meu sorriso
Não sou mais menino tenho que lidar com a dor

Gostaria de voar, cambalhotas pó de estrelas
Não tenho tempo mais de ir brincar
Não tenho tempo o tempo é que me tem           refrão
O tempo é um capitão à me sorrir
Eu vou lutar pra ver se um dia posso ser

Peter-Pan eu vou seguir
Eu quero poder voar e te mostrar a vida

Entre a nebulosa e o sol
Encontrarás uma folr tecida pelas mãos
De um tocador de guitarras
Vou achar o mapa que me leva ao coração

Um comentário:

Suzana Racquel Gaia disse...

Esta música é extremamente linda!!!
Amo o trabalho do Salomão Habib!